Quando desenvolvimento pára

 


Quando uma criança para no seu desenvolvimento, cognitivo ou motor é motivo de preocupação por parte dos pais e educadores.

Procuram-se especialistas, fazem-se testes e análises, comparam-se estatísticas e estudos.

No entanto se um adulto pára o seu desenvolvimento cognitivo ou motor, se perde a apetência e curiosidade pela exploração da sua paisagem interna e externa isso não é na maioria dos casos preocupante e é ignorado.

Quando isso acontece procuramos um antídoto, um suplemento, uma experiência nova algo que vindo de fora possa enriquecer aquilo que nos falta dentro.

Pode também culpar-se o tempo, a idade, as várias forças sociais que desde sempre criaram desafios ao ser humano.

Mas e se fosse também possível a partir do abrandar, olhar nos olhos, desligar ou descansar mais criar um excedente que permitisse investir na observação curiosa da vida?

O exercício que proponho hoje vem de uma das minhas aulas, necessita de um objecto pequeno, no vídeo utilizo uma peça do jogo Jenga, mas pode ser o que faça sentido e e seja o mais pratico como uma mola de roupa, uma borracha de lápis, um pequeno frasco... 

Este exercício permite explorar novas possibilidades mentais e físicas e recomendo que o realizem em tempos de pausa ou quando desejam "desmontar" posturas físicas ou emocionais.

Obrigado pela vossa prática.

Lourenço de Azevedo

 

 

Conheça as propostas de regeneração pessoal que temos para si

Saber mais

Subscreva e receba durante 15 dias o nosso programa de regeneração pessoal

Entregue directamente na sua caixa de correio.