A "nossa" pirâmide Macrobiótica

artigos Jan 07, 2020

             

Esta pirâmide já está disponível e pode ser adquirida aqui, em formato A3 e A4

Depois de quase dois meses de reflexão, em conjunto com o artista Acácio Viegas desenvolvemos a pirâmide sobre a qual alinhamos os nossos Cursos Regenerar e sobre a qual assentam também os nossos hábitos diários cá em casa.

Esta pirâmide tem como base a pirâmide utilizada pelo Instituto Macrobiótico de Portugal criada por Michio Kushi no início do século XXI.

As cinco diferenças:

Quisemos manter a mesma estrutura reformulando no entanto cinco pontos que a distinguem da sua antecessora.

Descanso / Actividade Física, Intelectual e Lazer

Na base da pirâmide incluímos o descanso a actividade física, intelectual e lazer. Isto incluí o trabalho que consideramos ser importante estar alinhado o mais próximo possível com o nosso Sonho e que por isso não consideramos trabalho mas sim um meio de nos nutrirmos e nutrir quem nos rodeia - “Quando descobres o que queres fazer nunca mais necessitarás de trabalhar” dizem os taoístas algo que subscrevemos na totalidade.

Consideremos que a alimentação não é tudo e necessitamos de uma dinâmica equilibrada nas nossas vidas de movimento e repouso. Dinâmica essa que reflicta o que comemos e que isso não só nos beneficie mas também beneficie os outros.

2 e 3

Consumo opcional e proteínas animais

O peixe e todo o topo da pirâmide acima é opcional, assim como retiramos o frango e incluímos o mesmo no topo da pirâmide juntamente com a carne. Porque afinal é isso que o frango é também.

A nossa decisão de manter a carne nesta pirâmide resulta de dois aspectos que consideramos e que são baseados na nossa experiência:

O primeiro significa permitir a quem procura criar hábitos pessoais de sustentabilidade o poder de escolher informadamente e conscientemente sobre os alimentos que deseja consumir. Não de forma dogmática, não de forma que exista culpa de consumir ou de não consumir. Consideramos que deverá ser uma escolha pessoal.

As opções de escolha não devem ser baseadas na culpa ou um qualquer tipo de julgamento, mas sim na liberdade individual consciente.

Acreditamos que mais importante que limitar alimentos está a capacidade de criar condições para elaborar a pergunta:

Estará este alimento a contribuir ou não para minha sustentabilidade pessoal e para o meu sonho neste momento?

O segundo é uma perspectiva terapêutica: eu como terapeuta não posso negar nem ser tendencioso quando por exemplo uma grávida diz que lhe apetece mesmo carne ou peixe porque se sente fraca depois de um parto ou durante a gravidez. Ou então alguém que depois de um desgaste intenso mental ou físico afirma que necessita deste tipos de alimentos.

4

Percentagem diária de cereal por peso

Fizemos pequenos ajustes na quantidade de cereais por dia em peso e passamos de 60%-40% para 50%-40% - esta quantidade refere-se ao consumo total diário.

Por exemplo, ao pequeno almoço poderei ingerir uma dose maior de cereais que podem frequentemente ser metade da quantidade de cereais que vou inserir ao longo do resto do dia. Não significa que em cada prato 50% sejam cereais.

Assim colocamos estas proporções também sobre forma de barras para ser mais claro de que não se refere ao prato, mas à dose diária recomendada em climas temperados.

5

Biológico, Local e Sazonal

Salientamos que a escolha dos alimentos deve ter como base os princípios da agricultura biológica e com o menos processamento possível, de proveniência local e sazonal para haver um fortalecimento interno, a adaptação ao meio ambiente baseado no que consumimos e também com a finalidade de reduzir a pegada ecológica.

Ao vivo e a cores

Esta Pirâmide  já está disponível para ser adquirida em formato A3 e A4 que será depois enviada  por correio para todo o país.

Pode ser adquirida aqui

A pirâmide não inclui a moldura, esta é apenas uma sugestão de apresentação 

Boas práticas.

Close

50% Complete

Two Step

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.